O homem que não tira o palito da boca.

11/04/2014

Imagem

Na aula de literatura africana li um conto que tinha esse título, e falava, é claro, sobre esse sujeito que nunca havia sido retratado na história da literatura, ninguém nunca se importou em contar a historia do homem que não tira o palito da boca. Pois então, que obrigada pelo Universo, incluo hoje, na literatura da minha vida esse personagem… Muito mais que um personagem, Seu Gilson (motorista da B44, como o próprio se intitula) apareceu no meu dia pra se provar real. Com mais simpatia que dentes na boca se mostrou todo preocupado em explicar porque teria que abastecer durante a corrida, o porque de não dar carona a um pedinte (segundo ele, malandro “armador”) e achou graça quando contei do conto do João Melo, que falava sobre sua própria marginalização. Disse que ele era o próprio, que não tirava o palito da boca MESMO e parou de dirigir para fazer a “pose legal” dessa foto aqui. Dessa vez não posso reclamar por estar na rua, se toda vez que saísse de casa me deparasse com uma poesia ambulante, acho não voltaria mais.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: