Cravo e Caveira

15/10/2013

Imagem

Sua ausência pesa
Apresso-me no banho
Esqueço…
Não ha ninguém a esperar

O café é frio
O pão é um
A voz é minha
A dor também

Sua ausência enfraquece
Carrego seu peso em minhas pernas
Que um dia foram tuas
Hoje, cansadas, arrastam-me

Minha boca seca
Saliva à memória do teu beijo
E tuas mãos aquecem minhas costas fracas
Mas o calafrio permanece

Sua ausência assombra
Ocupo o lado direito da cama fria
Os travesseiros esperam alguém
Os engano
E aos sonhos viro-me na busca do teu corpo
Que um dia foi meu

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: