Ela

02/10/2013

25944_640205802686352_2061251570_n

A pálpebra quente dela iluminava e fazia sombra nos meus lábios.
Eu beijava seus olhos negros, profundos.
Beijava olheiras de quem usa a cama para tudo, menos dormir.
Ela abaixa a cabeça, como quem pensa em algo pra dizer
Mas não diz.

Eu, areia, escorria em suas mãos
Mantinha-me seco, para fluir.
Ela me jogava sobre si
E Se jogava sobre mim.

Ela se faz mar.
Mergulho, afogo-me!
Mar escuro, revolto, profundeza de alma.
Sereias escutam conchas
Enquanto te procuro dentro de você.

(Só se mostra quando quer)

E se faz sol… me seca.
Aquece.
Levanta a cabeça e me beija os olhos de volta
Dessa vez diz:
“Amo você.”

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: